domingo, 12 de agosto de 2012

Poema cafajeste

 

Já tenho quinze anos
Acho que estou crescendo
E quando tiver dezoito
Já quero estar fodendo

Já está chegando o tempo
Estou ficando coxuda
Meus seios estão crescendo
E minha xoxota  peluda

E prá quem não sabe
Punheta é a maior ilusão
Você pensa que está fudendo
Mas tá com o caralho na mão

E agora eu me despeço
Fazendo bilú-bilú
Com três dedos na xoxota 
E dois dedos no meu c*

6 comentários:

yet disse...

He...he...he..isto é que penteado!

Paulão disse...

hehehe...a autora tava inspirada...

Paulo

~^~ Lena Lopez ~^~ disse...

kkkkkkk, gostei da escova, o poema já conhecia!
Como vai amiga?
BJOS
Lena

JOBENIA MARINA disse...

Oi loira rsrrsrrss
Saudades de vc
esta é a progressiva rsrsrrsrss ai é tipo Cláudia Ohana
rsrrsrrss
beijãooooo

JOBENIA MARINA disse...

Tava com a cabeça oca ou melhor cheia de mer***
rrrsrsr sem noção
Grande abraço meu amigo

JOBENIA MARINA disse...

E agilidade rsrrss
Abraço