quinta-feira, 5 de julho de 2012

Dando continuidade ...

“Tudo é possível quando se quer. Sem luta não há glória.”

Um comentário:

Aurélio César Stupp disse...

Nossa!
Cada novo par de pernas é uma nova adptação!
Me arrepia quando lembro que cogitaram em amputar a minha esquerda, deve ser horrivel!
A dificuldade de aprender desde bêbe assim deve ser considerada uma enorme vitória!
Beijão Serelepe!